Arquivo da tag: wireless

Airforce One 14E4:4318

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 10 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Nunca mexi com wireless. Nunca mexi com ndiswrapper. O mais legal é que eu nem mesmo tenho nem uma antena de wireless aqui perto pra “testar” alguma coisa.

Para configurar o adaptador wireless do Acer Aspire 5050-3205, que o lspci reconhece como:

Network controller: Broadcom Corporation BCM4318 [AirForce One 54g] 802.11g Wireless LAN Controller (rev 02)

… eu tentei fazer o que Morimoto ensina nesse artigo, só que com Gentoo, 64bits e nada de gráficos do Kurumin tive que adivinhar algumas coisas. Não sei se funcionou o reconhecimento do driver, porque não sei configurar wireless.

O que eu fiz foi:

# emerge ndiswrapper

(pra instalar esse negócio que vai “emular” um driver de windows)

# wget ftp://ftp.support.acer-euro.com/notebook/ferrari_4000/driver/winxp64bit/80211g.zip

(o driver da minha placa, com PCI ID igual e tudo, peguei aqui)

# unzip 80211g.zip
# cd pasta-que-ele-criou
# ls
BCMWL564.SYS  Setup.exe  bcm43xx.cat  bcmwl5.inf
# ndiswrapper -i bcmwl5.inf
installing bcmwl5 ...
forcing parameter IBSSGMode from 0 to 2
# ndiswrapper -a 14E4:4318 bcmwl5
couldn't create symlink for "14E4:4318.5.conf": File exists -
installation may be incomplete
driver 'bcmwl5' is not installed (properly)!
# ndiswrapper -l
bcmwl5 : driver installed
        device (14E4:4318) present

Semana que vem, depois de aprender a configurar, vou testar na casa da Carol, que usa wireless. ;)

Aula de paraquedismo

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 10 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

O Lucas descobriu o motivo pelo qual o meu Adsense não rende e eu continuo pobre.

Dizem por aí que quem clica nos anúncios do Google são os paraquedistas. Segundo a Wikipedia, os paraquedistas são profissionais especializados em realizar saltos de grandes altitudes sem sofrer danos corporais. Os paraquedistas são pessoas que vivem nas nuvens, literalmente. Como que eles podem clicar nos seus anúncios de lá?

Andei pensando e cheguei a conclusão de que o problema principal é a exclusão digital e o acesso a redes sem fio no Brasil. A situação do nosso país tá complicada no ramo de tecnologia sem fio. Essa deveria ser uma das prioridades do nosso governo! Veja bem… É difícil achar um hotspot que esteja próximo o suficiente de um paraquedista para que ele consiga acessar o seu site via wireless. Diz a Wikipedia que os hotspots transmitem um sinal a pequena distância, geralmente apenas 100m.

Culpa de quem? Dos políticos, como sempre! Em países com bons representantes do povo, como nos Estados Unidos, os probloggers conseguem um rendimento muito melhor graças a essa facilidade dos paraquedistas de acessarem seus sites.

A solução? Eleger políticos competentes que queiram realmente melhorar a vida do povo, como o senador Eduardo Azeredo e a poderosa Daniela Cicarelli. O Maluf e o Clodovil quem sabe entrem nessa luta também… ;-)