Arquivo da tag: net

Como usar SSH quando seu roteador bloqueia que você faça conexões à porta 22

Alguns roteadores distribuídos pela NET (como alguns da marca TechniColor, mas possivelmente outros) estão bloqueando conexões para a porta 22, o que atrapalha bastante quem precisa fazer conexões via SSH.

A solução óbvia para o problema seria reconfigurar o roteador. Porém, a NET parece estar dificultando cada vez mais o acesso aos roteadores dela.

E é difícil explicar na central de relacionamento que você precisa do usuário e senha para acessar a configuração do roteador e por que você precisa disso… eu tentei, mas acho que meu interlocutor entendeu que eu queria a chave do Wi-Fi e no fim não consegui nada!

Então, sem paciência para resolver o problema da forma correta, resta fazer gambiarras. Felizmente, tais gambiarras podem também ser usadas em outros lugares que bloqueiam conexões para a porta 22 (por exemplo, algumas universidades, escolas e aeroportos, locais de trabalho etc).


A gambiarra trivial seria usar alguma VPN, mas isso não valeria um post.

Então, aqui quero falar de outras duas que encontrei buscando uma solução mais elegante para o problema.

A primeira requer que você possa mudar a porta SSH de algum servidor que tenha acesso

Se você puder mudar o SSH para uma porta alternativa (tipo 2222) em algum servidor alice.com em que você seja root, pode usá-lo como túnel (ok, essa solução é meio parecida com VPN, mas foi mais fácil & barata no meu caso).

Para mudar a porta nesse servidor é só editar /etc/sshd_config, mudar a linha Port 22 para Port 2222 e reiniciar o serviço do SSH — algo como service ssh restart (a depender da distribuição que você estiver usando).

Aí, pra usar esse servidor como túnel, você pode fazer duas coisas (do lado do cliente).

Se você só quer acessar um servidor bob.com, pode usar, como sugerido aqui:

$ ssh -N -L 3333:bob.com -p 2222 alice.com
 
# em outro terminal
$ ssh -p 3333 127.0.0.1

Se você quer acessar vários servidores — não só bob.com, mas também charlie.com (me parece mais útil), pode criar um proxy do tipo SOCKS num terminal e usá-lo em outros:

$ ssh -D 3333 -N -p 2222 alice.com
 
# em outros terminais
$ ssh -o ProxyCommand='nc -x 127.0.0.1:3333 %h %p' bob.com
$ ssh -o ProxyCommand='nc -x 127.0.0.1:3333 %h %p' charlie.com

Pra evitar lembrar da sintaxe desse ProxyCommand, que usa netcat e copiei daqui, você poderia adicioná-lo em ~/.ssh/config:

ProxyCommand nc -x 127.0.0.1:3333 %h %p

Aí, depois de criado o túnel, basta usar SSH normalmente:

$ ssh -D 3333 -N -p 2222 alice.com
 
# em outros terminais
$ ssh bob.com
$ ssh charlie.com

A segunda é para caso você só precise acessar GitHub e Bitbucket

Resolve o problema pra maioria dos usos de Git via SSH e o bom dela é que você pode fazer uma vez e esquecer.

Felizmente, esses serviços disponibilizam servidores/portas alternativas que você pode usar para se conectar neles.

O GitHub oferece conexão SSH na porta 443 do servidor ssh.github.com; o Bitbucket oferece conexão SSH na porta 443 do servidor altssh.bitbucket.org.

Como 443 é a porta de HTTPS (TLS), é bem difícil essa porta estar bloqueada na rede em que você estiver.

Pra evitar ter que editar os remotes de todos os seus repositórios, você pode resolver o problema pra sempre adicionando o seguinte no seu ~/.ssh/config:

Host bitbucket.org
  HostName altssh.bitbucket.org
  Port 443

Host github.com
  HostName ssh.github.com
  Port 443

Se conhecer outras soluções interessantes, fique à vontade para compartilhar na caixa de comentários!