Arquivo da tag: prisão

Hey, Arnold!

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 10 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Arnold Schwazernegger
Governador da Califórnia

Na terça-feira, Paris Hilton iniciou uma campanha na Internet pedindo a seus fãs que assinem uma carta de perdão a ser enviada ao governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger.

(“Não estou acima da lei”, diz Paris Hilton”)

Sou só eu que ainda não sou capaz de visualizar o exterminador do futuro como governador de um estado americano? Prefiro não escrever o que a minha mente maliciosa pensou sobre o que Paris poderia oferecer para Arnold nessa carta.

Parado! Você está preso!

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 10 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Você é contra a redução da maioridade penal? Imagine um garoto de dezessete anos que pega o seu filho de cinco anos na porta da escola, leva-o para um lugar imundo, estupra-o e depois debocha da sua impunidade porque é menor de idade. Você ainda é contra a redução da maioridade penal? Acho que não.

Algemas

A maioridade penal é um assunto tão polêmico quanto a pena de morte. O Melo, do Verdade Absoluta, certa vez gerou uma discussão muito interessante no blog dele perguntando: Criança inocente ou criminoso sórdido?

É uma pergunta difícil de ser respondida a partir de quantos anos uma pessoa deve ser responsável pelas suas ações. Na verdade, se forem usar esse argumento de que o meio é que influencia o criminoso, nem um adulto de 50 anos seria responsabilizado pelo seu crime. Afinal, ele também nasceu. Ele também é fruto de uma sociedade com idéias formadas, também foi manipulado, também recebeu informações de todo o resto do mundo. Porém, eu acho que tem outra mais importante: pra quê serve a prisão?

A prisão é cruel. A pena de morte talvez seja menos cruel. De qualquer maneira, nenhuma das duas resolve absolutamente nada. Nenhuma das duas têm utilidade. Nenhuma das duas vai fazer o seu filho ser “desestuprado” ou ressucitar o menino que foi arrastado pelo carro (notícia que tá na moda).

E depois… Você também está preso. Ou acha que seguir esse monte de leis o faz “livre”? Você manda no quê? Quem é você, seu inútil? No fim, acho que a discussão de maioridade penal não serve pra coisa nenhuma. O buraco tá mais embaixo. Mas então, qual é a solução?

A derrota é opcional

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 11 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Um senhor idoso vivia sozinho em sua casa. Ele queria virar a terra de seu jardim para plantar flores, mas era um trabalho muito pesado. Seu único filho, que sempre o ajudava nesta tarefa, estava na prisão. O homem então escreveu a seguinte carta ao filho:

“Querido Filho…

Estou triste pois não vou poder plantar meu jardim este ano. Detesto não poder fazê-lo porque sua mãe sempre adorava flores e está na época do plantio. Mas eu estou velho demais para cavar a terra. Se você estivesse aqui, eu não teria esse problema, mas sei que você não pode me ajudar, pois está na prisão.

Com amor,
Seu pai.”

Pouco depois o pai recebeu o seguinte telegrama:

“PELO AMOR DE DEUS, pai, não escave o jardim! Foi lá que eu escondi os corpos!!!”

Como as correspondências eram monitoradas na prisão, às quatro da manhã do dia seguinte uma turma de agentes da polícia apareceram e cavaram o jardim inteiro, sem encontrar nenhum corpo. Confuso, o velho escreveu uma outra carta para o filho contando o que acontecera. Esta foi a resposta:

“Pode plantar seu jardim agora, pai. Isso é o máximo que eu posso fazer no momento.”

Moral da história: Nada como uma boa estratégia para conseguir o que seria impossível. Ter problemas na vida é inevitável, ser derrotado por eles é opcional.

Achei no Falcon Dark, já faz um tempinho…

Gollum, gollum!

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 11 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Guantanamo
Prisão de Guantanamo

NAÇÕES UNIDAS (Reuters) – O novo secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, acredita que a prisão norte-americana de Guantánamo, em Cuba, deveria ser desativada, disse ele em uma coletiva de imprensa na quinta-feira.

“Como meu antecessor, eu acredito que a prisão de Guantánamo deveria ser fechada”, disse Ban à imprensa. O ex-secretário-geral Kofi Annan, que saiu do cargo dia 31 de dezembro, também havia pedido que a instalação fosse fechada.

Esta quinta-feira marca o quinto aniversário da abertura da prisão.

Os primeiros detentos foram levados de avião para um campo fortemente guardado há cinco anos, logo após o lançamento da guerra no Afeganistão liderada pelos EUA em resposta aos ataques de 11 de setembro de 2001.

Mais de 770 pessoas têm sido mantidas presas lá desde então, das quais apenas 10 foram acusadas criminalmente.

Hoje foram feitas prisões em Washington. Pessoas do mundo inteiro se manifestaram contra a prisão de Guantanamo.

É incrível o poder estado-unidense. Todos nós nos curvemos ao presidente Bush: ele é dono do mundo. Se fosse qualquer outro país a criar uma prisão onde violam-se direitos humanos e a Convenção de Genebra, desrespeitando o que a ONU pede e fazendo o que o mundo inteiro desaprova, é claro que um país de primeiro mundo o atacaria, dominaria todos os seus recursos naturais e enforcaria seu presidente. E faria isso só por uma suspeita.

O presidente Bush é criticado no mundo inteiro pela sua prisão em Cuba e enquanto isso manda mais 21500 soldados para o Iraque. Não se trata de um presidente nacionalista, trata-se de um psicopata.

Independente da opinião da ONU, das ONGs, de toda a diplomacia mundial, Bush decide o rumo do mundo. E o máximo é que os Estados Unidos têm poder de veto no Conselho de Segurança da ONU e vivem proibindo os outros países de fazer o que eles fazem! A diplomacia perde todo o seu sentido, sendo dominada pelos políticos, que são loucos maníacos pelo poder.

Esse é nosso mundo

O título refere-se à história de Tolkien, O Senhor dos Anéis, uma metáfora do mundo real onde os homens são fracos e são dominados pela vontade de dominar o outro e pela necessidade de ter poder.