Arquivo da tag: portage

fluxbox-ddate no Gentoo

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 7 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Criei um ebuild para o Fluxbox com uma USE flag “ddate” baseado no fluxbox-1.1.1-r2 (que é o último ebuild no Portage neste exato momento). Usando ele, é possível ter o calendário santo-discordiano no Fluxbox do Gentoo.

Siga os passos abaixo para ter Fluxbox com suporte a ddate no seu Gentoo.

Baixando o ebuild e colocando ele num overlay

% wget http://tiagomadeira.com/wp-content/2010/08/portage-fluxbox-1.1.1-0.tar.bz2
% su
% mkdir -p /usr/local/portage/x11-wm
% tar xjvf portage-fluxbox-1.1.1-0.tar.bz2 -C /usr/local/portage/x11-wm

Modificando o /etc/make.conf pra adicionar suporte ao overlay

Abra com seu editor preferido (e obviamente como root) o /etc/make.conf e adicione ao final dele:

PORTDIR_OVERLAY="/usr/local/portage"

Depois disso é necessário rodar um emerge --sync (ou eix-sync se você usa o eix :))

% emerge --sync

ACCEPT_KEYWORDS e USE flag

Marquei o pacote como instável. Para usar, se seu /etc/make.conf não tem ACCEPT_KEYWORDS=”~amd64″ (ou ~suaarquitetura se você não usa amd64), edite (criando, caso não exista) o arquivo /etc/portage/package.keywords adicionando:

=x11-wm/fluxbox-1.1.1-r10 ~amd64

(substitua ~amd64 por ~suaarquitetura)

Se você também não tem uma USE flag “ddate” no /etc/make.conf, é necessário editar o arquivo /etc/portage/package.use (também crie se não existir), adicionando:

x11-wm/fluxbox ddate

E agora?

Basta instalar o Fluxbox usando o emerge, como você faria com qualquer pacote normal:

% emerge -av fluxbox
These are the packages that would be merged, in order:
 
Calculating dependencies... done!
[ebuild   U   ] x11-wm/fluxbox-1.1.1-r10  USE="ddate imlib nls slit toolbar truetype vim-syntax -gnome -newmousefocus -xinerama" 0 kB [1]

(note que a versão é 1.1.1-r10 e tem a USE flag ddate)

Ele não baixa o pacote inteiro do ddate, mas apenas aplica, além dos patches do Gentoo, um pequeno patch (de umas 40 linhas) que altera o ClockTool.cc.

Screenshot do emerge

Divirta-se!