Arquivo da tag: gentoo

fluxbox-ddate no Gentoo

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 7 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Criei um ebuild para o Fluxbox com uma USE flag “ddate” baseado no fluxbox-1.1.1-r2 (que é o último ebuild no Portage neste exato momento). Usando ele, é possível ter o calendário santo-discordiano no Fluxbox do Gentoo.

Siga os passos abaixo para ter Fluxbox com suporte a ddate no seu Gentoo.

Baixando o ebuild e colocando ele num overlay

% wget http://tiagomadeira.com/wp-content/2010/08/portage-fluxbox-1.1.1-0.tar.bz2
% su
% mkdir -p /usr/local/portage/x11-wm
% tar xjvf portage-fluxbox-1.1.1-0.tar.bz2 -C /usr/local/portage/x11-wm

Modificando o /etc/make.conf pra adicionar suporte ao overlay

Abra com seu editor preferido (e obviamente como root) o /etc/make.conf e adicione ao final dele:

PORTDIR_OVERLAY="/usr/local/portage"

Depois disso é necessário rodar um emerge --sync (ou eix-sync se você usa o eix :))

% emerge --sync

ACCEPT_KEYWORDS e USE flag

Marquei o pacote como instável. Para usar, se seu /etc/make.conf não tem ACCEPT_KEYWORDS=”~amd64″ (ou ~suaarquitetura se você não usa amd64), edite (criando, caso não exista) o arquivo /etc/portage/package.keywords adicionando:

=x11-wm/fluxbox-1.1.1-r10 ~amd64

(substitua ~amd64 por ~suaarquitetura)

Se você também não tem uma USE flag “ddate” no /etc/make.conf, é necessário editar o arquivo /etc/portage/package.use (também crie se não existir), adicionando:

x11-wm/fluxbox ddate

E agora?

Basta instalar o Fluxbox usando o emerge, como você faria com qualquer pacote normal:

% emerge -av fluxbox
These are the packages that would be merged, in order:
 
Calculating dependencies... done!
[ebuild   U   ] x11-wm/fluxbox-1.1.1-r10  USE="ddate imlib nls slit toolbar truetype vim-syntax -gnome -newmousefocus -xinerama" 0 kB [1]

(note que a versão é 1.1.1-r10 e tem a USE flag ddate)

Ele não baixa o pacote inteiro do ddate, mas apenas aplica, além dos patches do Gentoo, um pequeno patch (de umas 40 linhas) que altera o ClockTool.cc.

Screenshot do emerge

Divirta-se!

Sobre os meus 5²³ problemas com meu laptop

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 8 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Comprei na Fnac no dia 15 de janeiro deste ano um Amazon PC Slim L92 12” com as seguintes especificações:

  • Processador: Intel(R) Core(TM)2 Duo CPU T5750 @ 2.00GHz
  • Placa-mãe: Compal JFT00 (versão da bios: 1.05A)
  • Disco rígido: Samsung HM250JI (250GB)
  • Memória RAM: 4GB DDR2 SODIMM (dois pentes de 2GB)

O resto é irrelevante para este post, mas pros geeks desocupados deixo aqui o lspci e o lsusb:

root@alice ~ # lspci -nn
00:00.0 Host bridge [0600]: Intel Corporation Mobile PM965/GM965/GL960 Memory Controller Hub [8086:2a00] (rev 03)
00:02.0 VGA compatible controller [0300]: Intel Corporation Mobile GM965/GL960 Integrated Graphics Controller [8086:2a02] (rev 03)
00:02.1 Display controller [0380]: Intel Corporation Mobile GM965/GL960 Integrated Graphics Controller [8086:2a03] (rev 03)
00:1a.0 USB Controller [0c03]: Intel Corporation 82801H (ICH8 Family) USB UHCI Controller #4 [8086:2834] (rev 03)
00:1a.7 USB Controller [0c03]: Intel Corporation 82801H (ICH8 Family) USB2 EHCI Controller #2 [8086:283a] (rev 03)
00:1b.0 Audio device [0403]: Intel Corporation 82801H (ICH8 Family) HD Audio Controller [8086:284b] (rev 03)
00:1c.0 PCI bridge [0604]: Intel Corporation 82801H (ICH8 Family) PCI Express Port 1 [8086:283f] (rev 03)
00:1c.1 PCI bridge [0604]: Intel Corporation 82801H (ICH8 Family) PCI Express Port 2 [8086:2841] (rev 03)
00:1c.2 PCI bridge [0604]: Intel Corporation 82801H (ICH8 Family) PCI Express Port 3 [8086:2843] (rev 03)
00:1d.0 USB Controller [0c03]: Intel Corporation 82801H (ICH8 Family) USB UHCI Controller #1 [8086:2830] (rev 03)
00:1d.1 USB Controller [0c03]: Intel Corporation 82801H (ICH8 Family) USB UHCI Controller #2 [8086:2831] (rev 03)
00:1d.2 USB Controller [0c03]: Intel Corporation 82801H (ICH8 Family) USB UHCI Controller #3 [8086:2832] (rev 03)
00:1d.7 USB Controller [0c03]: Intel Corporation 82801H (ICH8 Family) USB2 EHCI Controller #1 [8086:2836] (rev 03)
00:1e.0 PCI bridge [0604]: Intel Corporation 82801 Mobile PCI Bridge [8086:2448] (rev f3)
00:1f.0 ISA bridge [0601]: Intel Corporation 82801HEM (ICH8M) LPC Interface Controller [8086:2815] (rev 03)
00:1f.1 IDE interface [0101]: Intel Corporation 82801HBM/HEM (ICH8M/ICH8M-E) IDE Controller [8086:2850] (rev 03)
00:1f.2 SATA controller [0106]: Intel Corporation 82801HBM/HEM (ICH8M/ICH8M-E) SATA AHCI Controller [8086:2829] (rev 03)
00:1f.3 SMBus [0c05]: Intel Corporation 82801H (ICH8 Family) SMBus Controller [8086:283e] (rev 03)
01:00.0 Ethernet controller [0200]: Atheros Communications Inc. AR242x 802.11abg Wireless PCI Express Adapter [168c:001c] (rev 01)
02:00.0 Ethernet controller [0200]: Marvell Technology Group Ltd. 88E8055 PCI-E Gigabit Ethernet Controller [11ab:4363] (rev 12)
root@alice ~ # lsusb
Bus 002 Device 002: ID 0bda:0158 Realtek Semiconductor Corp. Mass Stroage Device
Bus 002 Device 001: ID 1d6b:0002 Linux Foundation 2.0 root hub
Bus 006 Device 001: ID 1d6b:0001 Linux Foundation 1.1 root hub
Bus 005 Device 001: ID 1d6b:0001 Linux Foundation 1.1 root hub
Bus 004 Device 001: ID 1d6b:0001 Linux Foundation 1.1 root hub
Bus 001 Device 002: ID 04f2:b052 Chicony Electronics Co., Ltd 
Bus 001 Device 001: ID 1d6b:0002 Linux Foundation 2.0 root hub
Bus 003 Device 002: ID 147e:2016  
Bus 003 Device 001: ID 1d6b:0001 Linux Foundation 1.1 root hub

Alice (é o nome do laptop) veio com Windows Vista 64 bits e a primeira coisa que notei nela foi um estranho desligamento do nada (no seu primeiro dia de vida), antes mesmo de eu instalar Linux! (ou seja, nos seus primeiros minutos, pois obviamente a primeira coisa a fazer quando se recebe um computador com Windows é instalar um Linux)

Compal JFT00

Pensei ser problema do sistema operacional e não dei bola. Mas aí a coisa ficou estranha: coloquei um CD minimal do Gentoo amd64 e quando ele iniciava o computador desligava do nada.

Para não precisar resolver o problema na hora, instalei um Ubuntu 32 bits (que, estranhamente, não desligava) e entrei na internet para pesquisar.

A página que melhor refletiu esse problema foi essa: 64-bit Intrepid automatic permanent reboot loop related to having exactly 4GB of memory (Ubuntu Bug #272530) e talvez também essa.

Como o laptop estava com lacres de garantia, ao invés de abrir e tirar 2GB de memória pra testar levei-a até a divisa entre Florianópolis e São José (um local lá perto de onde o Peterson vive) para a Wil Informática, única autorizada da Amazon PC na região.

Lá chegando o cara do suporte falou que tinha outros laptops da Amazon dando problema e que podia ser devido aos 4GB de memória. Trocou os pentes e pensou que funcionaria. Funcionou por alguns minutos na mão dele. Chegando em casa notei que o problema continuava e, como não tinha mais lacres, tirei um pente.

O laptop com 2GB de memória RAM não teve problema algum. Instalei Gentoo, pesquisei mais um pouco e encontrei a opção mem=4000M que deveria passar para o Kernel só reconhecer 3 e com isso funcionar com 64 bits.

amazonPC

Continuei pesquisando, entrei em contato com a Amazon (que não ajudou em nada a não ser sugerir algo equivalente a mem=4000M pra Windows) e troquei e-mails com o Wil (que prometeu passar minha queixa para a Amazon trocar minha placa-mãe e desde 9 de fevereiro não me respondeu). No fim, não tive opção senão ficar com o laptop e, como ele não dava problemas com 3GB, resolvi deixar pra lá.

Há cerca de dois meses, porém, o laptop começou a apresentar outro problema. De vez em quando (quando eu fazia-o processar muito), ele desligava do nada. Quem tem noção de como é o Gentoo sabe que fazer o computador processar muito faz parte do dia-a-dia.

Estranhando o comportamento, mas atribuindo-o a eu estar usando versões bleeding edge (hard masked) de Kernel, GCC & etc, resolvi usar um Ubuntu 32 bits por um tempo até ter disponibilidade pra reinstalar um Gentoo com carinho.

Nos primeiros dias de Ubuntu ele travava com frequência, mas acreditei que fosse por culpa da placa de vídeo (tinha duas opções no Ubuntu: usava Compiz — blacklisted pa minha placa de vídeo — ou tinha um lag infernal pra trocar de área de trabalho no Gnome. Fiquei com a primeira), então não dei bola. Curiosamente os problemas cessaram e continuei usando o Ubuntu [razoavelmente-]feliz por mais algum tempo. De vez em quando o computador desligava quando eu fazia operações bastante pesadas e eu estranhava, mas pensava que era coincidência.

Funtoo

Nesse fim de semana ouvi falar do Funtoo e, mesmo com a agenda cheia, resolvi parar de usar Ubuntu de uma vez e fazer a Alice voltar a ter um sistema firme e forte. Baixei o stage 3 do ~core2_32, caprichei nos arquivos de configuração e quando rodei um emerge -DN world surpresa! O laptop desligou.

Superaquecimento? Podia ser, o cooler fazia um barulho desumano, embora o tempo em São Paulo fosse muito frio. O ACPI não me ajudava, porque a temperatura da thermal zone ficava oscilando entre 42, 55, 63, 68, 73 e 79 graus celsius o tempo todo, assim como o barulho do cooler.

Deixei-a desligada por um dia, coloquei-a com as pontas apoiadas em livro, super ventilada, e fui compilar o Gentoo. Novamente, o laptop desligou.

Só pode ser o problema da BIOS, pensei. Vou ver se tem uma versão nova… E não é que tem?

Windows Vista = shit

Ótimo, sofro um pouco mas instalo o Vista, atualizo a BIOS e depois isso vai estar corrigido. Alterei minha tabela de partições, criei uma partição primária especialmente pro Windows (porque sei que ele é chato com isso), iniciei com enorme desgosto a instalação do Vista e depois de digitar a product key mais de uma vez cheguei a conclusão que não ia conseguir instalá-lo. E depois ainda dizem que Linux é que é difícil…

Bom… Vou tentar instalar o Gentoo 64 bits, afinal ele já tinha funcionado no início do ano. Baixei e queimei um system rescue cd, o stage 3 do ~core2 e fui à luta. Resultado: desligamento sempre que tentava compilar alguma coisa pesada. Notava uma mensagem estranha muitas vezes: gcc internal compiler error

Está trabalhando demais? Vou tentar compilar com MAKEOPTS=”-j1″. Porém, mesmo resultado.

Resolvi voltar lá, configurei o Kernel e fui compilar. Em vários pontos dava essa segmentation fault (eu ia retirando as partes que davam esse erro), um deles (o último que eu anotei, aí resolvi desistir) foi no reiserfs:

fs/reiserfs/dir.c:231: internal compiler error: Segmentation fault

Pensei que só podia ser porque estava usando versões de Kernel e GCC muito novas, potencialmente instáveis (2.6.30-gentoo-r5 e 4.4). Mas por via das dúvidas resolvi procurar na internet. Eis o que encontrei:

- Random segfaults during compilation. These are signalled by compilation
  failing at undetermined points. Often trying to recompile will succesfully
  compile the file it was complaining about, but will fail for another. This is
  in general a sign of hardware problems.
...
There are multiple causes that can cause the above symptoms:
- Flaky hardware. This is showstopper number one. The cause can be either:
  - Insufficient power supply. To detect this try to unplug as many auxiliary
    devices (like cd-players, usb devices, etc.)  as possible and see whether
    the problem persists
  - Overclocked memory or CPU's can show random anomalous behaviour. Worse some
    hardware has these problems even at "factory speed". Lowering the clockspeed
    would be the solution to this problems
  - Overheated CPU's. CPU's have several calculation units which have a specific
    location on the chip. Compilation tends to intensively use a few of those
    units. This can cause heat problems within these units even when the overall
    chip temperature is within limits. If overheating is a problem a better cpu
    cooler often works. (Underclocking also works as heat increases with
    frequency)
  - Broken chipsets. There are some chipsets on motherboards which are broken.
    sometimes the os (read linux kernel) can work around some of these bugs,
    sometimes the only solution is a new motherboard.

Resolvi ainda testar o Funtoo estável pra desencargo de consciência, mas dessa vez o system rescue cd não bootou!!! Suponho então Broken chipset ou overclocked memory or CPU. Qual dessas? Apostaria na primeira, mas de fato não faço muita ideia, porque não entendo nada de hardware.

Resignado, ontem enviei e-mails detalhados para quatro assistências técnicas de São Paulo. Acabou o horário comercial há duas horas e nenhuma delas me respondeu.

Minha grande dificuldade é explicar isso pras assistências técnicas que, em geral, são compostas por pessoas que não entendem nada de Linux, nada de compilação e não compreendem nem mesmo o problema que tenho. Não que a última seja fácil, nem eu entendo esse problema (mas eu pelo menos sei que há algo errado). Elas testam deixando o computador ligado por algumas horas e, notando que ele não desliga, pensam que está tudo normal.

that-damntechsupportguy

Creio inclusive que há outros Compal JFT00 (a Intelbras produziu vários desses, além da Amazon) com o mesmo defeito, mas usuários comuns de computador nem devem notar.

Solução? Amanhã telefonarei pra Amazon e incomodarei eles até eles consertarem Alice de vez ou me prometerem um laptop novo. Por sorte Alice ainda está na garantia, que vai até janeiro de 2010. Espero que até lá eu já tenha resolvido tudo isso…

Meu projeto para o GSoC

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 9 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Acabei de enviar um projeto para o Google Summer of Code: Escrever um software chamado “G-PEAR” para instalar pacotes do PEAR de uma forma mais gentooniana (análogo ao G-CPAN para o CPAN).

A idéia é de Anant Narayanan e li na wiki do Gentoo. Ainda em abril meu projeto será avaliado.

Download: G-PEAR Project (inglês, pdf, 84kb)

Flash 9 no Firefox a 64 bits

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 11 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Para rodar o plug-in do Flash num Gentoo a 64 bits, baixe o plug-in para 32 bits na página da Adobe. Descompacte o .tar.gz e na pasta onde você descompactou, escreva:

# echo net-www/nspluginwrapper ~arch >> /etc/portage/package.keywords

… para desbloquear o “nspluginwrapper” do seu sistema, esse é o programa que vai transformar a lib de 32bits em uma lib de 64.

Então instale o nspluginwrapper:

# emerge nspluginwrapper

E agora é só instalar o plugin usando o nspluginwrapper:

# nspluginwrapper --install libflashplayer.so

Reinicie o Firefox e se divirta!

Se sua distribuição não for Gentoo, é só instalar o nspluginwrapper de outra maneira como installpkg, apt-get ou coisas do tipo. ;)

A dica foi do Renato e foi obtida no Gentoo Wiki, que é muito útil; realmente uma grande vantagem de quem usa Gentoo.

Airforce One 14E4:4318

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 11 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Nunca mexi com wireless. Nunca mexi com ndiswrapper. O mais legal é que eu nem mesmo tenho nem uma antena de wireless aqui perto pra “testar” alguma coisa.

Para configurar o adaptador wireless do Acer Aspire 5050-3205, que o lspci reconhece como:

Network controller: Broadcom Corporation BCM4318 [AirForce One 54g] 802.11g Wireless LAN Controller (rev 02)

… eu tentei fazer o que Morimoto ensina nesse artigo, só que com Gentoo, 64bits e nada de gráficos do Kurumin tive que adivinhar algumas coisas. Não sei se funcionou o reconhecimento do driver, porque não sei configurar wireless.

O que eu fiz foi:

# emerge ndiswrapper

(pra instalar esse negócio que vai “emular” um driver de windows)

# wget ftp://ftp.support.acer-euro.com/notebook/ferrari_4000/driver/winxp64bit/80211g.zip

(o driver da minha placa, com PCI ID igual e tudo, peguei aqui)

# unzip 80211g.zip
# cd pasta-que-ele-criou
# ls
BCMWL564.SYS  Setup.exe  bcm43xx.cat  bcmwl5.inf
# ndiswrapper -i bcmwl5.inf
installing bcmwl5 ...
forcing parameter IBSSGMode from 0 to 2
# ndiswrapper -a 14E4:4318 bcmwl5
couldn't create symlink for "14E4:4318.5.conf": File exists -
installation may be incomplete
driver 'bcmwl5' is not installed (properly)!
# ndiswrapper -l
bcmwl5 : driver installed
        device (14E4:4318) present

Semana que vem, depois de aprender a configurar, vou testar na casa da Carol, que usa wireless. ;)

Acer Orbicam

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 11 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Agora que já estou com o Acer Aspire 5050-3205 quase totalmente configurado com Gentoo, estou resolvendo os últimos problemas de hardware, que creio que são os mais difíceis: wireless e webcam.

Estou conseguindo gravar DVDs, usar ponto de interrogação (eba!) = AltGr+W, o som hda-intel já está funcionando (embora eu não consiga salvar as configurações entre as sessões – alsactl store/restore), estou a 1280×800 usando drivers proprietários da ATI e chegando a 1600fps com a ATI Radeon Xpress 1100. O sistema está quase redondo e bem rápido.

Acabei de entrar em contato com o Michel Xhaard, doutor francês responsável pelo GSPCA, que é o driver que suporta as câmeras no Linux. A câmera do Acer Aspire 5050-3205 no lsusb -v é reconhecida como:

 idVendor           0x0c45 Microdia
 idProduct          0x6260
 bcdDevice            1.00
 iManufacturer           0
 iProduct                1 USB20 Camera

Na resposta do e-mail que eu mandei pra ele (e que ele respondeu em menos de meia hora, achei super legal!), ele disse que isso é igual uma Sonix USB2.0 sn9c201+Ov7670. O GSPCA ainda não a suporta, mas segundo o Michel, ele deve suportar em breve. Então, se você tem uma câmera embutida da Acer como a minha, o lance é ficar ligado e esperar pelo “sn9c20x” na lista de drivers suportados. ;)

Widescreen 1280×800

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 11 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Minha lógica estava correta. Estou agora a 1280×800 aqui no Gentoo, com KDE, um wallpaper lindo nessa tela CrystalBrite e continuando para os meus próximos itens da ToDO list que fará meu laptop funcionar:

  • Som – ALSA, HDAUDIO, fica dando um monte de mensagens no boot e não funciona.
  • DVD/CD – Não sei direito como eu devo fazer, vou dar uma olhada lá na parte de CD do Kernel. O CD do meu velho ze4610us já era chatinho de configurar…
  • USB – tá funcionando, só que ele não tem sda, e não tô conseguindo fazer aquelas mágicas do udev.
  • AltGr+W = ? – Xmodmap ou algo do gênero… ainda não sei como se faz. Se alguém quiser me ajudar, sinta-se a vontade. ;)
  • Webcam – Vou começar pelo Google.
  • Wireless – Vou começar pelo Google.

Hoje é o dia!

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 11 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Hoje a noite eu espero poder postar um artigo feliz aqui dizendo que estou no meu laptop a 1280×780! Depois de varrer a internet e de dias tentando, acho que encontrei a solução para o fglrx funcionar com a ATI Radeon Xpress 1100 do meu Acer Aspire 5050-3205.

A solução baseou-se, entre outros sites, em dois casos de caras com Ubuntu que tiveram problemas semelhantes: esse e esse. Depois de um tempão tentando fazer outras coisas, parece que o problema que estava me impedindo de tudo funcionar corretamente era a versão do Xorg (!). Estou com o xorg.conf do Elvish Legion, do primeiro fórum, e agora emergindo o meu Xorg para a 7.1 como fez o Berin do segundo!

O problema que eu estou tendo é exatamente igual o dele:

(WW) ****INVALID IO ALLOCATION**** b: 0x9000 e: 0x90ff correcting
(...)
Requesting insufficient memory window!: start: 0x9000 end: 0x90ff size 0xc0120100
Requesting insufficient memory window!: start: 0x9400 end: 0x94ff size 0xc0120100
Requesting insufficient memory window!: start: 0x9800 end: 0x98ff size 0xc0120100
Requesting insufficient memory window!: start: 0x9c00 end: 0x9cff size 0xc0120100
(EE) Cannot find a replacement memory range
(...)
(EE) fglrx(0): RegisterResources failed
SetVBEMode failed
(EE) fglrx(0): PreInit failed

Em breve novidades… ;-)

Posts relacionados

Quando eu tiver um Linux totalmente configurado pro Acer Aspire 5050-3205, eu vou encher uma página de informações sobre como configurá-lo pras próximas vítimas serem mais felizes na estréia do laptop novo…

Ahhhh! Esse laptop está me rendendo um monte de paraquedistas! Parece um modelo novo que todo mundo tem pesquisado… e meu site tá bem localizado lá no Google, tanto que eu sou o primeiro resultado em várias buscas de pessoas procurando por como fazer a ATI Radeon Xpress 1100 funcionar!

Olha… Se você chegou aqui procurando por esse laptop e sua compatibilidade com Linux, além de ler os posts relacionados, saiba que ele é difícil de ser configurado, mas que na teoria tudo vai funcionar!

emerge happiness

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 11 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Gentoo tem se mostrado uma ótima distribuição. Não sei por quê, eu achava que ele era difícil, mas não… Talvez a instalação a partir da minimal seja, mas do jeito que eu estou fazendo está tudo bem, com exceção da dor de cabeça pra configurar os drivers aqui no meu Acer Aspire 5050-3205.

Instalar os drivers proprietários da ATI foi muito fácil:

# emerge ati-drivers

Baixou, instalou, eu rodei o aticonfig e ele já alterou o /etc/X11/xorg.conf pra mim. O problema é que esse driver não roda a minha ATI Radeon Xpress 1100. Trecho do log do Xorg:

(II) Primary Device is: PCI 01:05:0
(II) ATI Proprietary Linux Driver Version Identifier:8.32.5
(II) ATI Proprietary Linux Driver Release Identifier: LGDr8.32g1
(II) ATI Proprietary Linux Driver Build Date: Dec 12 2006 17:18:49
(II) ATI Proprietary Linux Driver Build Information: autobuild-rel-r6-8.32.2.1.2.3-driver-lnx-x86-x86_64-313294
(--) Assigning device section with no busID to primary device
(--) Chipset ATI Radeon Xpress Series (RS482 5975 Generic 5975) found
(II) resource ranges after xf86ClaimFixedResources() call:
...
(II) Setting vga for screen 0.
(II) fglrx(0): === [atiddxPreInit] === begin, [x]
(II) Loading sub module "vgahw"
(II) LoadModule: "vgahw"
(II) Loading /usr/lib64/xorg/modules/libvgahw.so
(II) Module vgahw: vendor="X.Org Foundation"
        compiled for 7.0.0, module version = 0.1.0
        ABI class: X.Org Video Driver, version 0.8
(II) fglrx(0): PCI bus 1 card 5 func 0
(EE) fglrx(0): RegisterResources failed
SetVBEMode failed
(EE) fglrx(0): PreInit failed
(II) fglrx(0): === [atiddxPreInit] === end
(II) UnloadModule: "fglrx"
(II) UnloadModule: "vgahw"
(II) Unloading /usr/lib64/xorg/modules/libvgahw.so
(EE) Screen(s) found, but none have a usable configuration.
.
Fatal server error:
no screens found

Agora o alsa não tá funcionando, não sei por quê. Já recompilei o Kernel umas 20 vezes… mas isso tudo bem. O problema é a placa de vídeo mesmo… Ninguém tem essa placa pra me ajudar?

Concluindo, falta uma coisa na portage do Gentoo para quem usa placas de vídeo da ATI e tela com widescreen:

# emerge paracetamol

Dor de cabeça

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 11 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Anteontem formatei o laptop e instalei o slamd64. Por ordem de prioridade, lá vão os problemas…

Problema 1: placa ATI Radeon Xpress 1100. O “ati” do Xorg não suporta. Eu não consigo instalar os drivers proprietários. Baixei lá do site da ATI e rodei normalmente o arquivo e ele não abre o instalador gráfico que deveria abrir:

root@laptop:~# ./ati-driver-installer-8.32.5-x86.x86_64.run 
Creating directory fglrx-install
Verifying archive integrity... All good.
Uncompressing ATI Proprietary Linux Driver-8.32.5........................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................
==================================================
 ATI Technologies Linux Driver Installer/Packager 
==================================================
Detected configuration:
Architecture: x86_64 (64-bit)
X Server: X.Org 6.9.x 64-bit
Removing temporary directory: fglrx-install
root@laptop:~#

(e, sim, não estou em root por su, o que poderia fazer eu não ter um DISPLAY, mas entrei no X como root mesmo)

Essa série 1100 parece ser nova porque há pouca informação sobre ela na internet. Alguém sabe ajudar?

Sem configurar a placa, não consegui usar 1280×800, aí tudo está “gordo” e desfigurado, porque estou usando 1024×768 num monitor widescreen (driver vesa).

Problema 2: 64 bits. Firefox com Flash, codecs proprietários do mplayer, Java. Achei que fosse mais fácil… O hlegius fez um comentário bem pessimista lá no outro post… E ele tem razão. Estou com o live-cd do Gentoo amd64 baixado esperando um CD virgem pra gravar (devo comprar hoje a tarde), todo mundo fala bem do Gentoo pra 64bits. Ainda tô baixando também o Ubuntu pra 64bits pra ver como é que é…

Eu não sei como se faz pra emular um subsistema de 32bits pra rodar Flash por exemplo. Depois também vou precisar de ajuda… mas a prioridade agora é o monitor mesmo.

Problema 3: Resto do hardware. Gravador de DVD, webcam, wireless. Nunca useu nenhum dos três. Vai ser uma experiência nova super divertida, com mais dor de cabeça ainda.

Problema 4: Teclado. Depois tenho que dar uma olhada no Xmodmap (acho que é isso que eu tenho que usar) pra fazer o ponto de interrogação (Altgr+W) funcionar.

Problema 5: O som hdaudio funciona, mas dá um monte de erro quando o udev detecta e inicia o alsa. Depois tenho que verificar…

Conclusão: Pelo visto esse mês (no mínimo) vai ser só dor de cabeça. Mas o aprendizado com certeza vai ser grande. ;) Quem já tiver passado por esses problemas e quiser me ajudar nessa aventura será muito bem recompensado (por Deus ou algum cara assim que você acreditar, porque meu dinheiro acabou na compra desse laptop… hehehe).