Arquivo da tag: eris

Um sermão sobre ética e amor

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 8 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

One day Mal-2 asked the messenger spirit Saint Gulik to approach the Goddess and request Her presence for some desperate advice. Shortly afterwards the radio came on by itself, and an ethereal female Voice said YES?

“O! Eris! Blessed Mother of Man! Queen of Chaos! Daughter of Discord! Concubine of Confusion! O! Exquisite Lady, I beseech You to lift a heavy burden from my heart!”

WHAT BOTHERS YOU, MAL? YOU DON’T SOUND WELL.

“I am filled with fear and tormented with terrible visions of pain. Everywhere people are hurting one another, the planet is rampant with injustices, whole societies plunder groups of their own people, mothers imprison sons, children perish while brothers war. O, woe.”

WHAT IS THE MATTER WITH THAT, IF IT IS WHAT YOU WANT TO DO?

“But nobody wants it! Everybody hates it.”

OH. WELL, THEN STOP.

At which moment She turned herself into an aspirin commercial and left The Polyfather stranded alone with his species.

Este texto é parte integrante do Principia Discordia. É proibido vendê-lo separadamente.

Lewis Carroll é discordiano

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 10 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Chega de enrolação. Criei coragem para falar e começarei pelo começo, continuarei depois até chegar ao fim e então pararei.

Alice in Wonderland

O Mal Vicioso vem lhes informar por meio deste post que “Alice no país das maravilhas” não é um livro para crianças por ser simples e não fazer sentido algum. Ele é simplesmente brilhante e talvez as crianças sejam as poucas que conseguem compreendê-lo por ainda estarem na ponta dos pêlos do coelho branco.

Qual a relação entre um corvo e uma escrivaninha? Não precisa responder, apenas pense.

O objetivo de Alice não é informar, mas confundir um pouco afim de fazer pensar. A história é uma grande operação mindfuck confabulada em 1894 e provavelmente inspirada pelo posterior Principia Discordia que foi escrito por Mal-2 nos anos 60.

A lógica do autor é absolutamente absurda e os diálogos e poemas nos levam a pensar: afinal, o que é o louco e o que é o padrão?

Nietzsche escreveu em “Além do bem e do mal” que a loucura é algo raro em indivíduos mas que em certas épocas e sociedades é a norma. Talvez nós é que sejamos loucos e os personagens maravilhosos sejam a realidade. Ou talvez sejamos nós os personagens maravilhosos. Quem sabe?

Operação Mindfuck neste sábado!

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 10 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Museu histórico de Itajaí

Na expectativa de difundir mais o nome da Deusa em Itajaí, o Rev. Schneider sugeriu que realizássemos mais uma operação mindfuck neste sábado, 23 de junho. A idéia é evocar coletivamente Éris na frente do museu histórico de Itajaí (aquela construção bonita que você pode ver na outra operação mindfuck) para que um busto comece a falar!

Vamos fazer isto sábado de manhã, porque é quando todo mundo sai para fazer compras… Tá todo mundo convidado. Sábado, às 9h00, no calçadão de Itajaí (rua Hercílio Luz), na frente do museu. Tragam seus Principias!

Viva a discórdia, todos salvem Éris!

Caos

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 11 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

“Eu sou caos. Eu sou a substância da qual seus artistas e cientistas constroem ritmos. Eu sou o espírito com o qual suas crianças e palhaços riem em anarquia feliz. Eu sou caos. Eu vivo, e Eu digo a vocês que vocês são livres.”

[…]

“Digam a humanidade reprimida que não há regras, a não ser que eles escolham inventar regras.”

Hail Eris!

Estou lendo o Principia Discordia… E é muito melhor do que eu imaginava. Achei que fosse mais piada do que religião, mas trechos como esse são muito bons. :-)

“O que é isso?” perguntou um para o outro, Uma religião baseada na Deusa da Confusão? É maluquice desvairada!”

E com essas palavras, cada um olhou para o outro em, absolutamente maravilhados. Omar começou a dar risadinhas. Mal começou a gargalhar. Omar começou a pular pra cima e pra baixo. Mal estava gargalhando e gritando para bater no inferno todo. E entre guinchos de alegria e com lágrimas em seus rostos, cada um nomeou o outro para ser alto sacerdote de sua própria loucura, e juntos eles declararam a si mesmos serem uma sociedade da Discórdia, para o que quer que aquilo pudesse vir a ser.

E um pouco de humor é bom também… Será que eu me divertiria lendo a bíblia?

Semeando a semente da discórdia no mundo… :-) Passem adiante!

Teoria da conspiração (ou: Hail Eris!)

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 11 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Conheci o discordianismo semana retrasada, quando vi uma comunidade no orkut chamada 23 e perguntei ao Schneider do que se tratava. Para me responder, ele sugeriu que eu escrevesse ddate no meu Slackware… E não é que eu tinha mesmo esse aplicativo discordiano?

tiago@laptop:~$ ddate
Today is Sweetmorn, the 49th day of The Aftermath in the YOLD 3172

Depois daquele dia, em todo lugar que eu passo eu vejo uma referência discordiana escondida! Parece que temos muito discordianos entre nós e eles parecem estar tomando conta de tudo, para em breve tomar o poder. Será que eu fui o único a perceber a conspiração? Se era secreto, não duvido que este post suma em algum tempo, porque a Dreamhost também deve ter discordianos!

Mas vejam só… Hoje eu descobri que o Rafael e o Cardoso lêem o 1001 gatos! O Patrick (do Slackware) também deve estar envolvido (pô, o foco da distribuição é simplicidade e ele coloca um aplicativo discordiano nela?). Agora pessoas próximas também começam a se envolver. Acho que vou ler o Principia Discordia pra entrar nessa nova religião agora no início e não ser eliminado depois como o resto do mundo.