Arquivo da tag: carol

Resgate de anos de história

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 5 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

No início de 2005, logo antes de começar o Ensino Médio, eu escrevi meu próprio sistema de blog (tipo pra concorrer com o WordPress — só que não) e comecei a blogar no endereço tableless.tiagomadeira.net. Estava empolgado com a ideia de construir uma web semântica, com XHTML e com tableless. Foi um pouco antes do “estouro” da blogosfera que veio com o ascenso do WordPress mais pro final do mesmo ano e pelos dois anos seguintes.

Desde lá e durante todo o ensino médio, eu bloguei muito. No final de 2005, o blog se transformou num WordPress e assumiu o endereço tiagomadeira.net. Além disso, no verão de 2005 para 2006 escrevi um blog-curso de algoritmos para estudar para a Olimpíada de Informática.

Um ano depois, comecei a escrever outro blog em parceria (o Mal Vicioso, com a Carol). E em 2007, passei a participar timidamente ainda de outro (o 1001 Gatos de Schrödinger, do Ibrahim).

Em 2008, quando entrei na UFSC, fiquei um ano completamente sem blogar. Foi provavelmente o meu ano mais longe da internet, devido ao estudo sério de matemática e o treinamento intensivo para a Maratona de Programação (foi nesse ano que nossa equipe se classificou para a final mundial na Suécia).

Quando vim para São Paulo, em 2009, resolvi voltar a blogar. Porém, depois de ter ficado um ano sem dar bola pro meu blog, não me senti confortável em continuar usando ele (além de que fui tentar organizá-lo e acabei perdendo conteúdo sem querer). Aí acabei criando outro no endereço blog.tiagomadeira.com.

O conteúdo do tiagomadeira.net acabou ficando jogado às traças num leiaute terrível com mais publicidade do AdSense do que conteúdo. A mesma coisa aconteceu com o blog de algoritmos, que curiosamente continuou sendo bem visitado (valeu, Google!). E os outros dois blogs (Mal Vicioso e 1001 Gatos) simplesmente morreram.

Vinha pensando há algum tempo em fazer alguma coisa para salvar o conteúdo de todos esses blogs. Até que nesse sábado resolvi botar a mão na massa e toquei esse meu projeto egocêntrico: Escrevi um novo design e exportei/importei os posts de todos os outros blogs para este novo, relendo os posts para corrigir formatação, imagens e links quebrados.

Estou inaugurando este blog com textos dos últimos oito anos, ou seja, que registram acontecimentos interessantes de mais de 1/3 do meu tempo de vida. Encontrei uma porção de coisas legais quando resgatava os posts: angústias, ideias, planos, descobertas. Definitivamente valeu a pena não permitir que isso tudo se perdesse no buraco negro da internet.

Acabei motivado a continuar escrevendo aqui para contar o que ando pensando e para que no futuro eu continue me divertindo com meus velhos projetos. Ansioso para ver se a motivação vai vingar.

WTF!?

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 11 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

O computador da Carol liga e desliga, como o Teobaldo (que teve problema na placa-mãe) fazia. Acende a luz e antes de funcionar qualquer coisa simplesmente apaga. Ela abriu, limpou e reencaixou tudo. Aí o negócio voltou a funcionar. Mas agora voltou a acontecer o mesmo problema (dois dias depois).

Sabendo que eu sou um fazedor de softwares e não entendo quase nada de hardware, meus queridos leitores que sempre me ensinam sobre essas coisas conseguiriam me ajudar a diagnosticar o problema a distância? Alguém já teve este problema?

O estabilizador está perfeito. A fonte deve estar OK, se o computador chega a ligar. Será que é um problema na placa-mãe, no processador, na placa de memória RAM ou em algo assim que é necessário pro computador “funcionar”? Há chance de ser somente um mal contato? Estaria esse problema relacionado ao calor, poeira, umidade (no caso do pane geral do meu ze4610us eu achei que isso tinha algo a ver)?

O primeiro cara a responder ganha um… hmmm, o que eu posso oferecer? Um link de agradecimento aqui e no Mal Vicioso :)

Bicicleta roubada

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 11 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

31/01. 20h.

Um indivíduo tirou o cadeado da minha Caloi Terra 21v vermelha e azul. Saiu correndo pela rua Camboriú. No centro da cidade, na frente da casa da Carol. Bem na hora que eu estava saindo pra pegar a bicicleta. No começo laggei. Nessas situações eu sempre bóio alguns segundos até perceber o que está acontecendo. Eu vi de longe o cara correndo. Tentei correr atrás do cara. Sujeito negro, camiseta branca, calção preto e chinelo; cara de malaco. Desisti.

Liguei pra polícia. Cinco minutos de perguntas e do policial com uma calma impressionante no telefone. Com uma determinação incrível, 10 minutos depois, o ladrão já poderia estar em Balneário e o policial afirma: “Vamos mandar uma viatura”. Ótimo.

Aí fui à delegacia e registrei o BO. A polícia não tá nem aí. Devem ter coisas mais importantes pra se preocupar. Itajaí deve ter uns 50 roubos de bicicleta por dia. A cidade é reta, todo mundo anda de bicicleta.

Anteontem, num ponto de ônibus, um desconhecido ficou contando por mais de 15 minutos como roubaram a bicicleta dele e como estava perigoso deixar a bicicleta em qualquer lugar de Itajaí. Acho que era um sinal. Eu devia ter levado o estranho mais a sério.

Mal Vicioso

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 11 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Cada vez mais a sociedade se acomoda com a exploração do homem pelo homem, mal que se torna um vício. Ainda que a angústia de não saber o que fazer nos persiga, podemos, juntos, descobrir a saída.

Visite o novo blog onde eu e a Carol estamos escrevendo sobre filosofia, política, religião e a hipocrisia da sociedade: malvicioso.com. Se gostar, não deixe de adicionar nosso feed ao seu agregador preferido! Se não gostar, talvez você já seja muito velho e esteja acomodado no fundo dos pelos do coelho; o que eu acho que deveria ser um motivo a mais pra você acompanhar e abrir os olhos. =)

[update] Ahhh… Esqueci de dizer: Quando alguém faz algo novo, ele gosta de saber a sua opinião. Então seja bonzinho e mesmo que tenha achado o site uma merda, comente lá dizendo isso de maneira bem educada pra nós podermos melhorar. =) [/update]