Arquivo da categoria: Cotidiano

A decisão da juíza que bloqueou o acesso de todo país ao WhatsApp é uma ameaça à nossa segurança.

Segundo o G1, ela pede que o Facebook implemente um backdoor para que mensagens sejam passadas para a justiça em tempo real ou que use algoritmos mais fracos que possam ser quebrados.

Argumenta que “se as decisões judiciais não podem ser efetivamente cumpridas, o serviço não poderá ser mais prestado, sob pena de privilegiar inúmeros indivíduos que se utilizam impunemente do aplicativo WhatsApp para prática de crimes diversos.”

Esse discurso é raso e desconsidera fundamentos de segurança digital e criptografia. Uma das melhores respostas a ele foi dada por Tim Cook quando o FBI pediu que a Apple hackeasse o iPhone de um suspeito no atentado de San Bernardino.

Abrir brechas de segurança num aplicativo usado por mais de 1 bilhão de pessoas coloca a segurança de todos nós em risco. Já os criminosos podem simplesmente usar outras ferramentas não tão populares para garantir a privacidade deles.

(E espero que esteja fora de questão proibir pessoas de rodarem os programas que quiserem para se comunicar)

Publicado originalmente no Facebook.

Copa do Mundo

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 5 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Na primeira vez que fui pra empresa, topei com um cara simpático que trabalha no andar de cima. Acho que seu nome é Nicholas, mas não que isso seja relevante. Perguntei pra ele alguma coisa e ele me ajudou a chegar na porta da empresa. Na saída do trabalho, hoje, ele me viu de longe e perguntou se deu certo o trabalho e como estavam as coisas. Conversa padrão e tudo está fine, cool e nice. Interessante foi a continuação da conversa.

“Qual o site mais famoso do Brasil pra compra e venda de tickets?” Primeiro eu entendi passagens aéreas, então falei do decolar.com e do submarinoviagens.com.br. Ao entender que a pergunta tratava de ingressos (pra shows, ele disse então), falei do ingresso.com.br. “Ingresso é ticket em português, falei.” Ele respondeu, pra minha surpresa: “Eu sei”. Pra fazer a conversa fluir, continuei dizendo, voluntariamente, que há sites também onde as pessoas compram ingressos de futebol como o ingressofacil.com.br.

Ele não falou nada, mas pareceu muito interessado e pareceu ter anotado o endereço na sua cabeça, o que me deixou curioso. Então eu perguntei inocentemente se ele era de alguma empresa de venda de ingressos. Surpreendemente ele disse que não. Novamente por pura curiosidade, aí, perguntei se ele estava planejando fazer algum serviço de venda de ingressos pros EUA ou algo do tipo. Também disse que não. Eu olhei com uma cara de curiosidade pra ele e ele continuou: “Meu interesse é no Brasil mesmo.”

Estranhando bastante a conversa, perguntei então o porquê. Enfim, mistério resolvido: ele falou que está estudando o Brasil por causa da Copa do Mundo e das Olimpíadas. Não é incrível? É a segunda vez em dois dias que alguém me pergunta algo sobre a Copa de 2014.

“Bom… De fato acho que dá pra ganhar muito dinheiro com a Copa.” foi a última coisa que falei, contemplativo, antes de nos despedirmos.

TV e café da manhã

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 5 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

(originalmente publicado no Facebook na manhã da quinta-feira 09/02 — horários em UTC-8 — estou copiando pra cá pra registrar)

7:32 — Passou uma propaganda de car title loan aqui na TV que pareceu muito aquela propaganda “Refinancie sua casa” do filme “Capitalismo: uma história de amor” do Michael Moore.

7:39 — A pessoa fala um pouco no jornal e termina com: “Coloquei mais informações na minha página no Facebook.” Além dos Twitters dos editores que fazem comentários no rodapé da tela, várias vezes aparecer o letreiro “Acesse nosso Twitter (ou nossa página no Facebook) pra ver as breaking news.” e tal. Bem interessante. A televisão aqui tá muito voltada pras redes sociais.

7:50 — Rá! Descobri (pela internet) como abrir uma caixa de leite. Da próxima vez nem vou precisar de tesoura :)

Empresa

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 5 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Originalmente publicado no Facebook às 21h45 (UTC-8) da quarta-feira 08/02. Um pouco modificado pra registrar no blog.

Até queria falar do sol e da manhã de carnaval (a canção do Orfeu Negro tocava na Starbucks, com letra em português, quando entrei lá hoje), das crianças que caminhavam pra escola, das moças de bicicleta que pilotavam na direção oposta, do piano de cauda numa casa com porta aberta (eu quase entrei pra tocar, mas fiquei com medo de ser preso), da forma diferente como as pessoas aqui se relacionam, do céu estrelado e dos olhos das ruas às 19h00, mas (maldito jet lag!) são só 21h20 e já estou morrendo de sono pra escrever sobre essas coisas românticas agora (e, além do mais, no Brasil acho que deve estar todo mundo dormindo mesmo, já que aí são 3h20).

Então: Agora que já deixei registrado que essas coisas aconteceram (estou me sentindo mais ou menos como quando cheguei em São Paulo notando essas coisas pequenas), escreverei sobre coisas mais diretas mesmo (também interessantes, na minha opinião) e, mais precisamente, sobre o estágio.

Voltei há pouco do primeiro dia na empresa. Fui muito bem recebido. Há gente de todo lugar. Almocei com um alemão, um búlgaro e um americano. Do meu lado senta um espanhol. Já conhecia daqui um egípcio. Conheci também um canadense. Todos muito simpáticos, aparentemente ótimos programadores, dispostos a conversar e a ensinar o que estão fazendo.

Meu desktop é o maior computador que já vi. A resolução é algo como 2560×1600. É quatro vezes a tela que estou acostumado (o louco é que todo mundo na empresa usa dois monitores desse tamanho!). Roda Ubuntu.

O laptop que me deram é um MacBook Pro (roda Mac).

Passei o dia configurando os computadores; resolvendo a papelada; conhecendo as pessoas; usando, conhecendo e lendo partes do código do imo.im (aliás, a partir de quando arranjar um celular acho que vou passar o dia online em todos os mensageiros instantâneos que uso pelo aplicativo do imo.im pra Android, que achei o máximo).

A empresa tem lanches e refrigerantes de graça. Todos os dias também oferece almoço ou jantar. É bem localizada e é perto de casa, tem várias bolas (de basquete, futebol, vôlei), uma mesa de sinuca, aparelhos de ginástica (falando nisso, me ofereceram academia), gostei bastante do ambiente.

Próximos passos mais burocráticos por lá: social security number, plano de saúde, resolver o complicado formulário W-4 e descobrir quanto vou pagar de imposto.

O mais importante e aí não mais burocrático: descobrir o que vou desenvolver. Me parece que vai ser bem legal.

Terminada a propaganda (acho que sou facilmente impressionável) e mudando de assunto pra algo ainda nerd (na verdade, mais nerd), mas não-tão-relacionado: amanhã às 8h00 (14h00 em São Paulo) tem single round match do TopCoder. Vou fazer antes de ir trabalhar se estiver acordado e disposto. (nota da reedição pro blog: não fui muito bem, mas paritcipei :)) Participem aí, pessoas que tão no acampamento em Campinas e demais maratonistas!

No mais, até me acostumar com a dinâmica da empresa e com o fuso horário, acho que só vou conseguir aproveitar bem o tempo livre do fim de semana.

Quero muito bolar uma estratégia pra me aproximar dos estudantes de Stanford pra ter com quem tomar uma cerveja conversando sobre aleatoriedades e descobrir como é a universidade aqui.

Por falar em Stanford, só hoje lembrei que é a universidade do grande Donald Knuth.

Melhor parar de escrever antes que eu caia em cima do teclado de sono e que o texto fique tão grande que ninguém leia.

Palo Alto

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 5 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Originalmente publicado no Facebook às 9h15 (UTC-8) da quarta-feira 08/02. Um pouco modificado pra registrar no blog.

Só consegui internet agora. Cheguei bem, estou ótimo. Obrigado pela preocupação a todos que perguntaram. Neste momento, sentado numa Starbucks na University Ave em Palo Alto.

Mudar de fuso é muito confuso (aqui é seis horas mais cedo do que em São Paulo): acordei às 4h00 e não conseguia dormir. Aí assisti três horas de televisão. Superbowl, vitória de Santorum sobre Romney em três estados nas prévias republicanas, muita pressão pros EUA intervirem militarmente na Síria na CNN, muita discussão sobre a crise na Europa e muitas críticas à Grécia no DW, uma mulher no exército dos EUA tem mais chance de ser estuprada por um colega de trabalho do que ser morta pelo inimigo, Occupy Oakland: câmara municipal foi contra resolução que proibiria protestos no porto, California: proibição de casamento gay é considerada ilegal por tribunal… entre outras coisas que chamaram menos atenção.

Palo Alto é uma cidade fantástica, linda. As casas aqui no centrinho perto de Stanford, parecem aquelas casas que a gente vê em filme.

Cheguei às 8h20 na empresa e não havia ninguém (acho que isso é bom, significa que eles não trabalham muito cedo! ;)). Vou dar uma volta por aqui e voltar pra empresa (descobri lendo e-mail que tenho que estar às 10h00 lá — agora são 9h15).

Se sair cedo, vou dar um pulo na Universidade mais tarde. Vi umas coisas interessantes por aqui. A noite, quando já devo ter internet em casa, escrevo algo menos confuso no meu blog. (Nota da edição pro blog: Até escrevi outra notinha, mas acho que nada menos confusa.)

Perdi minha carteira

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 6 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Perdi minha carteira na última madrugada (08/julho/2011) em São Paulo. Estou escrevendo para que você, caso tenha encontrado ela (e assim chegou no meu site, colocando o meu nome no Google), não ter dúvida: sou eu mesmo. Por favor, entre em contato se for o caso (através dos comentários deste post ou do e-mail tmadeira@gmail.com). Muito obrigado!

Final mundial do ICPC no Egito é adiada

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 6 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Dear Participant,

The 2011 World Finals is postponed.

Contact your travel agent or airline for a refund or travel voucher.
Consular Travel Warnings should make it easier for you to avoid penalties.

The earliest date will be the last week of May.
Please block the last week of May on your calendar.

Please block the last week of June on your calendar.
The month of July and the first two weeks of August are also under consideration.

We hope to announce the date by February 10th.
We plan to announce both the place and date by February 28th.

I look forward to seeing every one at a spectacular World Finals later this year.

Bill

P.S.
If you need accommodations in Sharm El Sheikh from February 20 – March 5,
please contact .

Receita do sorvete de creme com cobertura de chocolate

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 6 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Lembram daquela analogia clássica de software livre e culinária? Me lembrou que [felizmente] podemos usar, estudar, modificar e distribuir receitas. Eis aqui, portanto, minha primeira contribuição culinária aos leitores deste blog: a receita do sorvete de creme belga com cobertura de chocolate, que aprendi com minha tia no verão passado.

A forma ideal de preparar esta receita é com três pessoas. Como isso nem sempre é possível, recomendo criar três threads ou fazer uma coisa de cada vez (aparentemente as partes dessa receita são comutativas). Cada um dos itens abaixo é uma das três partes e no fim dou as instruções de como juntar tudo.

Mas antes de mais nada, requisitos operacionais:

Recipientes necessários

  • Uma panela
  • Duas tigelas ou recepientes semelhantes (que não será preciso esquentar)
  • Uma daquelas formas de pudim que deixam um buraco no meio do que você prepara

Eletrodomésticos necessários

  • Um fogão
  • Um freezer ou geladeira com congelador forte

E agora vamos aos fatos:

#0: Creme belga

Ingredientes necessários

  • Uma lata de leite condensado
  • Uma lata de leite (i.e., uns 300ml)
  • Três gemas (o resto do ovo você vai usar no item #1)
  • Uma colher de maizena

Como fazer

  1. Misture tudo numa panela*
  2. Esquente até ferver**

* Aqui está a primeira dificuldade da receita: Como separar a clara e a gema do ovo? Eu tentei quebrar o mínimo possível a casca e deixar cair a clara em outro recipiente pra depois pegar a gema.

** Mexa bem e não deixe queimar. Queimar pode ser fatal.

#1: Creme chantilly

Ingredientes necessários

  • Três claras (o resto do ovo você vai usar no item #0)
  • Três colheres de açúcar
  • Uma lata de creme de leite sem soro

Como fazer

  1. Bata as claras num recipiente que não precisa ser uma panela (não é pra esquentar). Bata bem e só elas. Isso é importante! Eu acabei juntando tudo antes de bater e com isso meu sorvete não ficou com a consistência ideal.
  2. Adicione açúcar e mexa bastante.
  3. Adicione o creme de leite e novamente mexa.

#2: Cobertura de chocolate

Ingredientes necessários

  • Dez colheres de achocolatado em pó
  • Cinco colheres de água*

* Eu também acho estranho falar em colher de água… Se preferir pense em 15-20ml.

Como fazer

  1. Misture bem!

Final: Juntando tudo

  1. Misture os itens #0 e #1 (creme belga e creme chantilly) e mexa.
  2. Coloque cobertura em todos os cantos daquela forma de pudim deixando ela toda preta por dentro.
  3. Coloque os cremes misturados nessa forma sobre a cobertura.
  4. Ponha no freezer e espere algumas horas até ele ficar com consistência de sorvete e duro a ponto de poder desenformar.

Quando o ponto chegar, desenforme e (se você fez tudo certo) bom apetite!