Tiago Madeira

Cotidiano

Suspeito

Cruzamento da Teodoro Sampaio com a Faria Lima. Uma garota está andando sozinha. Percebe que está sendo seguida. Ouve uma voz masculina. “Ei! Moça!” Finge que não é com ela. Acelera o passo. O indivíduo também.

“Ei, moça! Moça! Espere!”

Resignada, ela vira, mantendo distância. Olha para os lados para procurar segurança, por fim encara quem a chamou. Está com a barba mal feita, mas tem cara de estudante. Usa uma mochila.

“Você deixou cair um real.”

Ela respira aliviada e agradece. Tiago lhe entrega a moeda e segue para o ponto de ônibus. Não é a primeira vez que alguém lhe ignora. Pensa que o povo dessa cidade é muito desconfiado.

Comentários

Rafael Carneiro Garcia

HILÁRIO! E vai já fazer a barba vagabundo! auhhuahauhau

Carol

Por que será, né? Só você que acha São Paulo relativamente segura.

Felipe Cepriano

Ah, São Paulo e assim mesmo, todo mundo é meio desconfiado. Acho que muitas vezes a paranóia é bem maior que o perigo, mas nunca é bom arriscar.

Schneider

Nunca é bom arriscar. Nunca. E melhor não fazer a barba não. Antes desconfiarem de você do que você deles!

Lucas

Aqui no Rio a situação é pior, e nem por isso as pessoas são doidas assim. Eu estava em SP esse fim-de-semana passado pro encontro do Partido Pirata, tava de noite no ponto de ônibus esperando, e tinha uma mulher na minha frente, de costas pra mim. Num determinado momento ela virou, olhou pra minha cara, tremeu toda e deu um gritinho. Disse que tinha um cara no ônibus olhando meio torto pra ela e ela confundiu.

Murilo

Isso também foi o que mais estranhei ao chegar aqui. Surreal.

Obrigado! Seu comentário foi enviado e será publicado quando for aprovado.

Infelizmente ocorreu um erro ao enviar seu comentário.