Revolução do CSS

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 12 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Revolução do CSS é um site criado pelo Henrique Costa Pereira que é um CSS Zen Garden brasileiro. Isso não deve ser novidade pra ninguém, mas se é pra você, boa leitura!

Desde que o projeto foi lançado eu queria criar um design pra pôr lá, mas por falta de tempo e, principalmente, idéias, não coloquei nada em prática.

Hoje, finalmente tive uma “luz”. E esse design, que estou pretendendo chamar de “Luz” está quase totalmente implementado aqui: Implementação da “Luz” para o Revolução do CSS.

Enquanto vou acabando a parte lá embaixo (faltou, basicamente, a tabela e o formulário), vocês podiam me dar uma ajuda com duas coisas?

  1. Onde o menu de navegação podia entrar nesse design (está temporariamente como display:none)
  2. O que você achou do design e o que acha que dá pra melhorar?

5 comentários sobre “Revolução do CSS

  1. Valeu pelo comentário, Cosme! Vou aprendendo… hehehe

    Bom, “.”…
    Eu gostaria muito que você se identificasse, mas se prefere continuar anônimo melhor; porque assim você deve se sentir melhor pra criticar de verdade e falar o que você pensa do meu trabalho. :)

    Na verdade, foi uma dúzia de imagens (se você contar verá que tem exatamente 12) e não meia-dúzia. Não entendi se você está me questionando por causa de serem muitas imagens ou poucas imagens. Tampouco sei se você sabe o que é CSS ou o que é a Revolução do CSS.

    Ficaria muito grato se você criticasse bastante meu trabalho, mas indicando em que pontos devo melhorar. Também gostaria de fixar que, só para caso você não me conheça, eu não sou designer; sou programador. Estou fazendo este design para prestigiar um projeto que gostei bastante. E todas as sugestões serão bem-vindas; quero fazer um negócio bonito. :)

    Obrigado pelo comentário,
    Tiago Madeira.

  2. O problema do menu dos templates é que o Henrique não definiu um limite de temas por página. Nestas circunstâncias não vejo outra alternativa senão utilizar uma das laterais, diminuindo a largura do conteúdo, ou no topo como no tema aviação.

    Gostei do que já foi feito. Parabéns. Como você também não sou webdesigner.

Deixe uma resposta