Programas legais para imigrantes

ATENÇÃO: Este conteúdo foi publicado há 11 anos. Eu talvez nem concorde mais com ele. Se é um post sobre tecnologia, talvez não faça mais sentido. Mantenho neste blog o que escrevo desde os 14 anos por motivos históricos. Leia levando isso em conta.

Esta semana testei dois programas bastante interessantes principalmente para quem está migrando do Windows. São eles: AmaroK e aMSN CVS (o aMSN estável eu já tinha usado, só que esse tá bem mais legal). Me senti na obrigação de fazer propaganda desses dois excelentes programas (softwares livres) que eu conheci…

AmaroK tocando Chico Buarque

O AmaroK é uma espécie de iTunes rodando em Qt. Tem vários recursos interessantes e organiza a biblioteca de várias maneiras interessantes. É leve e, mesmo não tendo recursos como as “Smart Playlists” e baixar podcasts de feeds RSS é bem legal. Uma excelente idéia pra quem usa Linux! E com certeza é bem melhor que o Windows Media Player (para player, tem recursos semelhantes, e é bem mais leve).

aMSN CVS rulez!

O aMSN está também em constante evolução. Há algum tempo, ele era uma coisa bem limitada em relação ao MSN Messenger da Microsoft, mas agora já conta com vários recursos legais como webcams (talvez o recurso mais interessante), pedidos de atenção, emoticons personalizados e tem recursos que o próprio mensageiro da Microsoft não tem, como: nome usado apenas na conversa, estados personalizados, saber na lista de quem você está e na de quem você não está, saber quando o usuário abre/fecha a janela, usar quebras de linha no nome, pegar avatar de seus amigos, vários skins, plugins adicionais, além de ser software livre e você poder modificar o que você quiser!

Coisas legais que encontrei na internet

Já que eu não tenho Del.icio.us (eu não sinto necessidade), eu costumo não compartilhar os links legais que acesso, mas agora vou começar a colocar alguns deles aqui na minha página para vocês conhecerem. Dos últimos dias, tenho quatro coisas legais para sugerir:

Agora vou falar um pouco de música…

O André, percussionista do nosso grupo de choro, na última hora não pôde comparecer à Noite da Declamação do Colégio ontem e por isso eu e o Bruno (meu irmão) tocamos apenas músicas solo. Resolvemos, ao invés de tocar choro, tocar música clássica. O Bruno apresentou Bachianinhas No. 1 (Paulinho Nogueira) e eu Marcha Turca (Mozart). Até que ficou legal…

Hoje saí da aula faixa de português (aêê!) pra ensaiar para o trabalho de física que eu, o Ivo e o John estamos fazendo sobre Acústica. Nós vamos gravar vários sons para colocar exemplos das qualidades do som…

3 comentários sobre “Programas legais para imigrantes

  1. OI Tiago,

    Mto legal mesmo estes programas. ;)

    Eu gosto de linux e adiei por muito tempo a utilização efetiva do SO pela falta de programas assim. Infelizmente ainda existem alguns softwares de design que meus clientes trabalham (fireworks, flash…) e sou obrigada a manter o windows xp no note.

    No meu note coloquei o kurumin para testar e agora tenho coragem de instalar um debian. Minha idéia inicial era de montar somente um ambiente de desenvolvimento (php, postgresql,mysql…) para usar no linux e o resto manter no win xp. Mas acho que vou fazer diferente: deixar uma partição menor para windows só para utilizar estes softwares de design e o resto como desenvolvimento, comunicação e qq outra atividade serão pelo debian. =)

    Li teu post sobre o Ubuntu. Tive a oportunidade de usa-lo rapidamente e achei melhor que o kurumin para usuário final. :)

    Abraço,

    tatiX

  2. Oi!

    Essa evolução do Linux pra desktops e usuários finais nestes últimos anos está mesmo demais! E não só pra usuários finais; eu também tô aqui babando na frente do AmaroK… Hehehe…

    Sugiro que você use Qemu (qemu.org) pra usar estes programas de design. Conhece ele? É um emulador bem legal de um sistema inteiro… Ele cria um disco virtual e você pode instalar Windows, outro Linux ou o que quiser nele. Aliás, eu tô meio sem tempo mas queria escrever um artigo sobre ele… Acho que pode te ajudar bastante… (pelo menos a não perder tempo com reboots!)

    Bom… O Debian é legal; é um Kurumin, só que mais “estável” (embora mais difícil). Boa sorte com ele! =)

    E sobre o Ubuntu… Por que você achou melhor que o Kurumin para o usuário final? Eu realmente não consigo achar isso! Hehehe… Acho o Kurumin bem mais fácil pelo menos pra nós, brasileiros, que temos esses modens USB ADSLs chatos, winmodens, etc. e falamos português!

    Valeu pelo comentário!

    Um abraço,
    Tiago.

  3. Oi, Tiago. Tive hoje um primeiro contato com teu blog, por acaso, e achei que tu tem uma cabeça legal, aberta (cuidado pra não deixar cair o cérebro eh eh eh ). Uso Kurumin e tô louco pra comprar o 7.0 com Kokar, pois finalmente parece que o Morimoto vai eliminar o principal, senão único defeito do kurumin: a instabilidade. Vamo que vamo brodi. Abraços.

Deixe uma resposta